Estudar a partir da "investigação" de questões


#1

Recentemente vi um vídeo no YouTube que falava sobre um curso de medicina sem aulas, isso mesmo, sem aulas, sem o professor no escrevendo no quadro. A pessoa de tal vídeo relatava que o curso foi baseado em situações-problemas que o facilitador (professor) apresentava aos estudantes durante os encontros (aulas). Então, o problema era discutido e a tarefa dos estudantes era procurar informações, em livros por exemplo, para em um outro encontro responder as hipóteses levantadas durante a discussão. Obviamente as situações-problema seguiam alguma ordem lógica para que os estudantes pudessem adquirir as competências e os conhecimentos para a formação em medicina. Eu sinceramente não acredito em curso de medicina baseado nesse método, porém isso não vem ao caso.

Então eu pensei: e se eu tentar aprender um assunto novo, me baseando nesse método de estudo? Ou melhor, se eu tentasse resolver uma lista de exercícios de um assunto que eu nunca vi, me baseando no método citado anteriormente? Seria mais produtivo e mais eficiente?

Isso seria equivalente a inverter a ordem das coisas, isto é:

  • teoria ----> exercícios; para
  • exercícios ----> teoria.

Agora imagina só, você resolver provas e provas do vestibular que você estuda, a partir desse método. Seria interessante, não?

Vamos discutir!!


#2

Poderia passar horas discutindo isso. Eu gosto demais dessa ideia.
Mas uma alternativa intermediária é:

  1. Ver a teoria superficialmente e rápido (principalmente humanas)
  2. Fazer questoes de prova ou exercícios
  3. Buscar a solução das questões na teoria

Assim, você meio que aprende resolvendo problemas também. Mas não vai totalmente despreparado. Na pratica seria igual ver várias video aulas em alta velocidade antes de ir fazer as questões. E depois que errar as questões voltar na teoria.


#3

Faço isso com algumas matérias e gosto desse método, mas pelo menos comigo ele não deu certo com as que tenho mais dificuldade, como física, por exemplo.