Estudos e depressão


#1

Eu fui diagnosticada com depressao e ansiedade já faz um tempo, mas nunca senti que isso tinha me atrapalhado de forma significativa nos estudos (até porque eu não estudava tanto), na verdade os sentimentos ruins e a parte tóxica da minha cabeça me dizendo que eu nunca seria ninguém se não estudasse sempre me mantiveram motivada a continuar. Tem semanas que eu consigo estudar, que estou boa, mas tem semanas que os sentimentos ruins voltam e eu não consigo fazer nada, como agora, me sinto drenada e cansada, totalmente sem vontade de fazer nada, e não sei o motivo, não consigo mais mentalizar como seria a minha vida caso eu passasse, o estudo simplesmente perdeu o sentido, nem consigo mais seguir o cronograma de estudos que elaborei, e o EM tem tirado todas as minhas forças para estudar o resto do dia. O que vocês fazem pra lidar com esses momentos de falta de motivação e vontade de estudar?


#2

“Fazer mesmo que não queira fazer, isso diferencia o bom do excelente” - Michael Phelps

Por mais que eu esteja estudando pra realizar um sonho que eu quero muito ( isso muita vezes gera uma automotivação), as vezes me deparo com esses sentimentos que vc citou e, então, procuro lembro dessa frase do Phelps pra me manter “disciplinado”. Não é fácil, mas acredito que não seja fácil pra ninguém… é como diz um ditado: os tempos duros passam, mas quem é duro permanece.


#3

Então, falta de motivação e vontade de estudar é problema comum da maioria dos adolescentes, mas velho se você foi diagnosticada com depressão, que é uma doença, você pode ser mais prejudicada ainda de forma direta e indiretamente causando problemas a sua vida no geral, recomendo buscar ajuda médica, pra te ajudar a chegar no bem-estar o mais rápido possível, e que dai você possa enfrentar essas dificuldades da melhor forma possível, essa fase é bem difícil para a maioria, como você já está aqui no blog da Susane, recomendo que vc veja os vídeos poadcasts e as outras coisas, garanto que ira te motivar bastante. Boa sorte e volte ano que vem para dar seu depoimento de que passou na facul, abç!


#4

Bom dia, ano passado eu tive um surto de pânico enquanto estava estudando, meu coração acelerou, minha mente estava cheia de pensamentos negativos, eu não conseguia respirar, realmente achava que ia morrer, fui de madrugada para uma unidade de pronto atendimento e o médico me deu um calmante e sugeriu que eu procurasse ajuda especializada. Tomei antidepressivos por um tempo mas eles não me ajudaram.
O que me ajudou foi mudar os meus pensamentos, foi bloquear da minha mente o que me fazia mal. Antes de dormir, minha mente era bombardeada por diversos pensamentos, e meu coração acelerava, então eu começava a contar histórias para mim mesma, sobre qualquer coisa, eu mudava meus pensamentos (não é fácil, porém também não é impossível). Eu escrevi em um pedaço de papel tudo o que eu queria me tornar, todos os dias eu lia ele, quando acordava, antes de estudar, antes de comer, no banho eu repetia aquelas palavras até eu ser o que eu falava.
Nunca mais tive nenhum surto de pânico, hoje sou calma, respeito meu corpo e faço meu melhor todos os dias.


#5

Que história inspiradora!

Obrigada por compartilhar!!

Já passei por algo parecido também.

No budismo falam que o primeiro passo pra iluminação é reconhecer os pensamentos, saber que os pensamentos que causam sofrimento. A partir disso podemos mudar nossos pensamentos.

Adorei sua história, @Aurum Obrigada!

Eu não gosto muito de responder os posts sobre depressão porque eu me identifico muito mais com a ideia de mudar os pensamentos do que de tomar remédio. Mas entendo que pode ser uma combinação dos dois. Mas já que você entrou essa questão, dei minha opinião.

@so_dje, uma ideia é ir em um psicólogo, não vá só no psiquiatra. E depois venha contar o que aconteceu. Desejando muita luz pra você :heart: