Resolução de questões


#1

Pessoal, como vocês costumam proceder depois de não conseguir resolver uma questão? Acham que ver a resolução dela atrapalha muito no processo de aprendizagem?
Como todo estudante pré-vestibular, estou frequentemente fazendo questões, e errando bastante, principalmente aquelas que estão no fim de listas de exercícios(que são pra ser as mais complicadinhas), então frequentemente me sinto frustrado, pois sempre tenho que recorrer em ver a resolução, e tenho medo que isso atrapalhe meu processo de aprendizagem, pois quero fazer ITA e me sinto muito desconfortável quando tenho a sensação que só estou bitolando as resoluções em vez de realmente aprender o que ela tem pra ensinar.


#2

Oi Albert (sem o Einstein).
Fique tranquilo, isso acontece com todo mundo e principalmente nessas questões mais difíceis, como nível ITA. Frustar-se nesse tipo de situação é algo comum, mas o que você vai fazer é que é o diferencial. Não desista.
Primeiro de tudo, tente. Tente ao máximo. Terá algum momento que você perceberá que não consegue mais avançar na questão. Marque esse ponto do exercício. Perceba se nesse instante tem algum “padrão”, como não conseguir resolver a partir do momento do cálculo estequiométrico ou a partir do cálculo da pureza dos reagentes. Pergunte-se o porquê você não consegue resolver: falta de teoria? dificuldade na interpretação? erro na transformação de medidas?
Ok, você já percebeu que não resolveu o exercício…como que resolve? Agora você vai pegar a resolução SEM MEDO. Porém você não vai apagar e simplesmente ver como faz. Pedi para você marcar onde você erra. Não dará para saber onde você marcou se você apagar o que fez. Então, não apague. Escreva como deveria ser feito mais abaixo. Não copie a resolução. Confira linha a linha. quando chegar onde parou, veja a linha seguinte. Esconda o resto. Nesse momento você terá mais uma dica de como VOCÊ vai fazer. Tente resolver novamente. Se não conseguir olhe na próxima linha. Marque esse exercício para fazer novamente na revisão.
Há algumas resoluções de exercícios que, por serem comentadas, possuem explicações teóricas no próprio exercício, muito boas aliás. Usando da forma correta, não irá te atrapalhar, e sim, ajudar muito.
Eu sei que você vai se sentir muito frustado nesses exercícios. Mas terá um momento, que infelizmente geralmente demora, que você resolverá o exercício e outros similares de forma mais fácil.
Você quer fazer ITA. Sabe que é bem complicado passar. Mas você quer passar. Não desista


#3

Olá Giovanna
Li tua resposta ainda semana passada e apliquei tuas dicas no meu estudo, muito obrigado. Eu acho que eu tava meio que num salto alto, por alguns momentos me peguei somente aplicando o mecanismo de resolução sem necessariamente raciocinar a questão, então ter marcado onde eu travava foi uma ideia muito boa, pq direto eu encontrava alguns erros de quem realmente tava resolvendo as coisas no automático.
Tu me aliviou muito, agora consigo encarar as resoluções sem peso na consciência, tenho anotado os exercícios para refaze-los durante o fim de semana, muito obrigado mesmo.
Já tenho bem plantado na cabeça o quanto é complicado, o quanto já apanhei e ainda vou apanhar pras mais diversas questões de física/química/matemática/português, mas apesar do desespero momentâneo que bate, tenho certeza que aguentar a surra é uma das muitas etapas do processo de aprovação, uma hora vai calejar o suficiente pra conseguir ter o suficiente do conteúdo fixado. Obrigado pela motivação, boa sorte nos teus objetivos também!
Tentarei manter contato com o fórum para além de válvula de escape, tentar ajudar alguém que esteja na mesma situação, até a próxima :grin: